Claro que eu vou te machucar. Claro que você vai me machucar. É claro que vamos machucar uns aos outros. Mas esta é a própria condição de existência. Para se tornar primavera, significa aceitar o risco de inverno. Para tornar-se presença, significa aceitar o risco de ausência.

O Pequeno Príncipe (via re-amar-te)

chubby-bunnies:

Been chubby my whole life, started loving my body recently. The second I stopped caring about what other people said and what they thought about me I realised that I am perfect just the way I am and I hope some day all the cute chubby bunnies will too! 
From France; US size 10/12 (over 18) me

chubby-bunnies:

Been chubby my whole life, started loving my body recently. The second I stopped caring about what other people said and what they thought about me I realised that I am perfect just the way I am and I hope some day all the cute chubby bunnies will too! 


From France; US size 10/12 (over 18) 
me

Amadurecer é: descer do salto alto

(…) Quais eram, afinal, essas grades invisíveis que me aprisionavam? Que força horrenda mantinha meus pés dolorosamente equilibrados naqueles saltos 15? P’ra quem eu precisava provar que eu era esguia, comportada e tinha absoluto autocontrole? Na verdade, eu não pensava sobre isso na época - e, mesmo se pensasse, provavelmente eu não encontraria essas respostas. Mas, depois de muitos calos, eu as encontrei. É que chegamos a uma fase da vida em que não precisamos provar nada para ninguém. É quando a gente escolhe, constantemente, as sapatilhas. É quando a gente se joga de cabeça sem medo de sair descabelada. É quando a gente não tem medo de perder, porque a gente entende que não há o que ser perdido. Não há nada em jogo além da felicidade. E como ser feliz quando não se é livre?

(…) A gente olha p’ros lados e não procura um olhar de desejo ou de despeito - a gente procura um novo drink, um novo amigo, um novo livro, um novo lugar, uma nova música… A gente entende que o que os outros pensam ao nosso respeito não nos diz respeito. (…) E a gente entende, sobretudo, quanta beleza há em estar confortável. Na cara lavada, nos pés no chão, nas roupas menos justas (e não menos sexys), no corpo de quem se cuida sem esquecer - nem por um segundo - de ser feliz. (…)

- Nathalí Macedo

http://www.entendaoshomens.com.br/amadurecer-e-descer-do-salto/